Qual é o futuro do trabalho remoto?

Quais tendências de trabalho remoto provavelmente veremos em 2022? Trabalharemos mais em casa ou o escritório se tornará o centro da vida profissional novamente? Vamos analisar essas questões.

TRABALHO REMOTO | 5 MINUTOS DE LEITURA

Há anos, comentaristas falam sobre uma migração em massa para o trabalho remoto, mas isso nunca aconteceu.

Obstáculos como tecnologias ineficientes e falta de contato pessoal pareciam intransponíveis para que qualquer mudança em massa fosse viável. Mas durante a pandemia, os impedimentos ao trabalho remoto de repente caíram por conta dos lockdowns e do distanciamento social. Por conta disso, estima-se que 557 milhões de trabalhadores do mundo todo tenham migrado para o trabalho remoto.

Embora a pandemia esteja recuando, há poucos sinais de que as práticas de trabalho voltem ao “normal” pré-COVID. E já que isso é permanente, o trabalho remoto não pode continuar da mesma maneira.

Algumas organizações não estão tão entusiasmadas com o trabalho remoto quanto outras. Embora alguns funcionários não queiram voltar ao escritório, outros acham que trabalhar em casa em tempo integral (algo que nunca seria perfeito) não é para eles.

Portanto, como será o futuro do trabalho remoto?

Retornando ao local de trabalho

Baixe este guia essencial para descobrir as oportunidades e os desafios que as pessoas enfrentam em tempos de mudanças sem precedentes na maneira como trabalhamos.

Qual é a porcentagem de empregos remotos?

Qual é a porcentagem de empregos remotos?

Se você trabalha em escritório, pode ter imaginado que todas as pessoas possam trabalhar em casa e às vezes assim o façam. Houve, sem dúvida, uma mudança significativa para o trabalho remoto durante a pandemia.

No Reino Unido, por exemplo, 36% dos funcionários desempenharam algum tipo de trabalho em casa durante 2020. Um aumento de 9% com relação a 2019. Nos EUA, onde apenas 7% dos funcionários podiam trabalhar regularmente em casa antes da pandemia, 36% afirmaram ter realizado algum trabalho de maneira remota por conta dela.

Mas isso é algo específico de acordo com o setor. Os que trabalham no setor de serviços, como funcionários de supermercados, cabeleireiros, eletricistas e enfermeiros, não tiveram a opção de trabalhar remotamente. E uma pesquisa com executivos da Fortune 500 revela que provavelmente isso continuará.

Por exemplo, apenas 15% das pessoas que trabalham na área da saúde esperam trabalhar remotamente em período integral no pós-pandemia. Um número que sobe para 40% considerando os funcionários do setor de TI. Assim, empresas com funcionários que estão retornando ao escritório, que continuam a trabalhar remotamente ou na linha de frente enfrentam o desafio de restabelecer conexões culturais entre essas equipes diferentes.

alttext

Qual é o futuro do trabalho remoto na sua organização?

O trabalho remoto continuará em 2022?

O trabalho remoto continuará em 2022?

É impossível dizer com certeza o que o próximo ano reservará, mas os caminhos que as organizações estão tomando nos dão uma ideia do que está por vir. Várias organizações de alto nível adotaram com entusiasmo o trabalho remoto e gostam tanto do modelo que estão tornando-o padrão.

  • Uma seguradora dos EUA anunciou planos para reduzir os seus 20 escritórios para quatro

  • Em 2020, a Shopify anunciou ser uma "empresa digital por natureza" e que a maioria da sua equipe trabalhará permanentemente de maneira remota

  • O Dropbox está se tornando uma empresa virtual, adotando o trabalho remoto como padrão

  • O LinkedIn permitirá que as pessoas escolham trabalhar remotamente em tempo integral ou de maneira híbrida

Mas nem todo mundo se sente tão bem com isso. O CEO da Goldman Sachs, David Solomon, descreveu trabalhar em casa como “uma aberração que será corrigida assim que possível”, e há relatos de funcionários públicos ingleses que disseram que sofreriam redução salarial se não voltassem ao escritório.

A cultura é um fator-chave para as organizações que procuram trazer os trabalhadores de volta ao modo presencial na maior parte do tempo. Há uma preocupação de que o trabalho remoto simplesmente não se encaixa na cultura desses locais de trabalho. Há também a preocupação de que trabalhadores novos e mais jovens percam um processo de aprendizagem que não pode ser replicado virtualmente.

E, apesar das evidências sugerindo o contrário, ainda pode haver uma sutil sensação de que os líderes empresariais não podem confiar no trabalho dos funcionários remotos, além de preocupações com a produtividade geral.

Mas as organizações que ficaram totalmente no modo remoto esperam aproveitar os benefícios potenciais, como recrutar usando um banco de talentos mais amplo, operar com maior sustentabilidade e não ter que manter tantas instalações.

Faça parte do futuro do trabalho

Cadastre-se para receber as nossas últimas análises sobre o futuro do trabalho e do metaverso.

Ao enviar este formulário, você concorda em receber comunicações eletrônicas do Facebook relacionadas a marketing, incluindo notícias, eventos, atualizações e emails promocionais. É possível revogar o seu consentimento e cancelar a assinatura desses emails a qualquer momento. Você também afirma que leu e concorda com os Termos de Privacidade do Workplace.

No futuro todos trabalharão remotamente?

No futuro todos trabalharão remotamente?

Embora mais pessoas possam trabalhar de maneira remota, não é provável que isso sirva para todos, pois alguns trabalhos simplesmente não podem ser feitos de modo virtual, como aqueles que envolvem máquinas especializadas, por exemplo, ou contato pessoal.

McKinsey afirma que "o potencial do trabalho remoto está muito concentrado entre trabalhadores altamente qualificados e com alto nível de instrução de alguns setores, cargos e geografias".

O fato de as pessoas trabalharem remotamente também está bastante relacionado à renda, com as famílias de baixa renda menos propensas a mudar para o teletrabalho durante a pandemia. Em uma escala maior, os países de renda mais alta também provavelmente terão uma porcentagem maior de pessoas trabalhando em casa. As estimativas sugerem que 25% das pessoas trabalharam remotamente durante a pandemia em países de alta renda, em comparação com 13% nos países de renda mais baixa.

Tendências futuras do trabalho remoto

Tendências futuras do trabalho remoto

Para a maioria das empresas, o futuro provavelmente envolverá encontrar um meio-termo entre o trabalho apenas virtual e o retorno de todos ao escritório cinco dias por semana. Quando a PwC conduziu uma pesquisa com empregadores, descobriu que, embora menos de um em cada cinco executivos queira voltar ao escritório da maneira como era feito antes da COVID, apenas 13% querem trabalhar remotamente para sempre.

O resultado? "... a maioria das empresas está caminhando para um modelo híbrido, no qual um grande número de funcionários presenciais reveza espaços em escritórios configurados para o compartilhamento".

Isso traz benefícios para todos. As organizações se beneficiam das vantagens culturais, colaborativas e criativas de ter pessoas juntas em um lugar por pelo menos parte do tempo. E os funcionários conseguem manter um pouco da flexibilidade e do espaço que conquistaram ao trabalhar remotamente.

Embora isso não seja tão revolucionário quanto o trabalho remoto em tempo integral para todos, o trabalho híbrido generalizado provavelmente causará grandes mudanças em muitos aspectos de nossas vidas. Os centros das cidades, que agora dependem de um grande número de trabalhadores que circulam por lá diariamente, terão de se adaptar à nova forma de trabalhar. O mesmo acontecerá com as redes de transporte que atenderão menos passageiros.

E, claro, com o trabalho remoto e híbrido, há uma liberdade muito maior de onde morar, pois as pessoas não precisam mais estar perto de onde trabalham. Isso pode mudar as nossas cidades para sempre.

Quais são os benefícios do trabalho remoto?

Quais são os benefícios do trabalho remoto?

Permitir que as pessoas trabalhem remotamente pelo menos parte do tempo pode oferecer enormes benefícios para as organizações. Veja cinco deles.

  1. Talentos

    Remover os limites geográficos significa que as organizações podem recrutar de qualquer lugar, dando-lhes mais chances de encontrar pessoas adequadas para as funções, independentemente de onde morem. Talvez seja até possível recrutar no exterior, com ferramentas de colaboração superando as barreiras do fuso horário.

  2. Aproveitamento máximo do espaço de trabalho

    Ter pessoas trabalhando presencialmente apenas uma parte do tempo permite que gerentes e líderes maximizem os benefícios de estar com as equipes, aproveitando a oportunidade de organizar encontros individuais e incentivando a colaboração e a socialização.

  3. Mais diversidade e inclusão

    Poder recrutar de qualquer lugar pode quebrar barreiras e permitir que as organizações contratem aqueles que são adequados para o trabalho, independentemente do gênero ou da etnia. As responsabilidades de cuidar dos filhos, que mantêm alguns pais fora do mercado de trabalho, podem ser uma barreira menor quando as pessoas conseguem trabalhar remotamente.

  4. Mais produtividade

    Pesquisas mostraram os benefícios da produtividade do trabalho remoto. E com menos tempo gasto em deslocamentos e menos distrações no local de trabalho, muitos funcionários sentem que trabalhar em casa lhes dá tempo e espaço para continuar com o trabalho. A McKinsey estima que mais de 20% da força de trabalho poderia trabalhar remotamente por pelo menos parte do tempo de maneira tão eficaz quanto no escritório.

  5. Melhoria no engajamento do funcionário

    A oportunidade de trabalhar remotamente e a flexibilidade que isso traz é algo que muitos funcionários desejam. De acordo com uma pesquisa, 98% dos trabalhadores1 afirmam que gostariam de trabalhar remotamente por pelo menos parte do tempo. Oferecer essa opção pode aumentar os sentimentos de conexão entre as pessoas com a organização e torná-las mais comprometidas com o trabalho.

O que os funcionários querem do trabalho remoto no futuro?

O que os funcionários querem do trabalho remoto no futuro?

Tópicos relacionados

Saiba como os líderes globais de RH desenvolvem a cultura da empresa

Baixar agora
1 "The 2020 State of Remote Work" Buffer, 2020.
Was this article helpful?
Thanks for your feedback

Tópicos relacionados

Saiba como os líderes globais de RH desenvolvem a cultura da empresa

Baixar agora

Publicações recentes

Trabalho remoto | 7 minutos de leitura

Trabalhar remotamente: como fazer funcionar para você.

Cada vez mais pessoas estão trabalhando remotamente. Muitas outras também trabalharão no futuro. Descubra os prós e os contras do trabalho remoto e como aproveitá-lo ao máximo.

Trabalho remoto | 9 minutos de leitura

Ideias para home office econômico: dicas de especialistas.

Depois da pandemia global, o trabalho remoto e híbrido veio para ficar. Confira este guia para criar um home office que maximize o espaço e seja acessível.

Trabalho remoto | 6 minutos de leitura

Por que a confiança é o item número um em equipes de trabalho remotas bem-sucedidas.

Quando as pessoas confiam umas nas outras, as equipes ficam mais felizes e produtivas. Mas o que acontece com a confiança quando trabalhamos remotamente?