Fadiga de feedback: quanto feedback é demais?

Dar e receber feedback é parte essencial do aprendizado e crescimento dos funcionários. Mas feedback em exagero pode ser algo negativo. Qual a quantidade eficiente de avaliação? E quando isso se torna uma sobrecarga?

ENGAJAMENTO DE FUNCIONáRIOS | 8 MINUTOS DE LEITURA
Feedback Fatigue
O que é fadiga de feedback?

O que é fadiga de feedback?

Imagine como se sentiria se alguém criticasse você constantemente. “Você pode explicar sua abordagem para este projeto?” “Você demora muito para responder aos emails.” “Sobre o que você disse na reunião...” Isso é exaustivo.

Embora esse exemplo possa ser exagerado, a fadiga de feedback, ou seja, quando alguém se sente mentalmente esgotado depois de receber muito feedback, é algo bastante real.

Não há razão para sugerir que devemos parar de dar feedback aos funcionários. Ele é parte essencial da vida profissional e sem ele as pessoas nunca aprenderiam nem cresceriam. É algo que pode ajudar os funcionários a desenvolver qualidades e entender os pontos fracos para que melhorem o desempenho no futuro. Na verdade, 63% dos funcionários afirmam que querem mais feedbacks "instantâneos". Mas feedback demais não é bom. Quanto mais cansadas as pessoas estão, menos útil o feedback se torna.

Descomplique o trabalho com o Workplace

O Workplace é capaz de simplificar o trabalho, seja para informar a todos sobre o retorno ao trabalho presencial ou para a adoção de um modelo híbrido.

Quais as consequências do feedback em excesso?

Quais as consequências do feedback em excesso?

Menos é mais quando se trata de dar um feedback eficaz. A quantidade certa pode ser extremamente poderosa para engajar e inspirar os funcionários. Mas em excesso, o feedback se torna uma forma de microgerenciamento, que pode confundir as pessoas, tornando-as relutantes em tomar decisões por medo de errar. Isso pode levar a uma espiral negativa, pois a confiança das pessoas no trabalho é reduzida.

Efeitos do feedback negativo

Efeitos do feedback negativo

O feedback pode ser prejudicial se não for tratado com cuidado e sensibilidade. Você corre o risco de:

Desmotivar a equipe

Críticas, por mais razoáveis que sejam, podem ser difíceis de ouvir. Elas devem ser feitas de uma forma cuidadosamente elaborada que não deixe a equipe se sentindo desanimada e desmoralizada. Quando as pessoas perdem a motivação, podem contribuir menos, prejudicando a produtividade.

Diminuir o moral

Quando as pessoas estão infelizes, não têm motivação nem entusiasmo. Muito feedback negativo no trabalho pode diminuir o moral e até mesmo afetar aqueles que estão mais abertos a críticas construtivas. A infelicidade generalizada pode criar um ambiente tóxico do qual os funcionários não gostam de fazer parte.

Fazer com que os funcionários se sintam desvalorizados

A autoestima pode sofrer um baque após uma avaliação de desempenho ruim ou feedback negativo. Se os elogios forem escassos, os funcionários começarão a se sentir desvalorizados. Os membros da equipe que não se sentem valorizados ficarão mais relutantes em fazer horas extras ou se esforçar mais quando necessário.

Prejudicar relacionamentos

Se uma situação for tratada indevidamente, o funcionário pode ficar ressentido com o gerente por apontar um comportamento negativo ou um desempenho ruim. Ele pode reagir se distanciando ou agindo de maneira disruptiva e dificultosa.

Prejudicar a saúde mental

É da natureza humana focar mais os comentários negativos do que os positivos, e algumas pessoas são supersensíveis a críticas. Muito feedback negativo no trabalho pode aumentar os níveis de estresse e afetar o bem-estar dos funcionários. Um declínio na saúde mental pode ter um efeito prejudicial na produtividade e aumentar as faltas.

Impactar a retenção

Um estudo da Gallup descobriu que receber feedback negativo levou quase 30% dos trabalhadores a procurar ativamente um novo emprego. Quando você considera que o custo médio de substituição de um funcionário está entre seis e nove meses de salário, percebe que é um preço alto a pagar por um pouco de feedback indesejado.

Efeitos do feedback positivo

Efeitos do feedback positivo

O outro lado é que, quando feito de maneira ponderada e sincera, dar feedbacks tem o poder de transformar as pessoas. Os benefícios incluem:

Aumento do moral

Elogiar o trabalho de alguém pode elevar o ânimo da pessoa e torná-la mais propensa a se esforçar para conquistas ainda maiores. Isso cria um ambiente de trabalho otimista, no qual os funcionários se sentem encorajados e apoiados para trabalhar bem.

Melhora na autoestima

O feedback positivo ajuda as pessoas a reconhecerem no que são boas e lhes dá confiança para trabalhar naquilo que podem melhorar. Incentivar o desenvolvimento de habilidades e pessoal é importante para ajudar as pessoas a crescer ao longo da carreira.

Maior produtividade

O feedback é um dos principais impulsionadores da produtividade. Ele permite que os funcionários tomem conhecimento do próprio desempenho, da produtividade pessoal e de quando precisam mudar. É uma ótima maneira de os gerentes orientarem e definirem metas para as próximas semanas e meses.

Aumento do engajamento

A Gallup descobriu que mais da metade dos funcionários se sentiam engajados no trabalho depois de receber elogios da gerência. Uma cultura de mais engajamento no local de trabalho faz com que as pessoas se sintam à vontade para compartilhar novas ideias e destacar questões que precisam ser abordadas.

Sentimento positivo com relação à empresa

O feedback construtivo cria um local de trabalho mais colaborativo e solidário, o que pode gerar uma força de trabalho mais feliz e qualificada, equipes mais fortes e uma melhor cultura da empresa. A organização se torna um lugar no qual as pessoas querem trabalhar e fazer parte. Isso só traz benefícios para a reputação de uma empresa.

Satisfação com o trabalho

Quando as pessoas sabem que estão no caminho certo e que suas contribuições estão sendo reconhecidas, é mais provável que gostem do trabalho e permaneçam nele. Isso ajuda a reter a equipe no longo prazo, o que é um grande problema enfrentado pelos empregadores atualmente.

Como encontrar o equilíbrio certo do feedback

Como encontrar o equilíbrio certo do feedback

Para ser eficiente, o feedback positivo deve ser equilibrado com críticas construtivas para que os funcionários entendam o que fazem bem e aquilo que precisam melhorar.

Ter muito de um ou outro pode ser prejudicial para a satisfação e o desempenho do funcionário. Feedbacks positivos em excesso perdem o impacto e podem resultar em complacência. Já o excesso de feedbacks negativos no trabalho pode acabar com a confiança.

Conseguir o equilíbrio adequado certamente não é fácil, porque o que serve para um funcionário pode não servir para outro. Os gerentes mais bem-sucedidos sabem como obter o melhor de cada indivíduo.

Como dar feedbacks eficientes

Como dar feedbacks eficientes

A fadiga de feedback é algo totalmente evitável. Siga estas dicas para gerentes e líderes sobre como dar feedback eficientes aos funcionários.

Foco no comportamento, não na personalidade

Não há necessidade de levar o feedback para o lado pessoal. Ele deve ser sobre o que os funcionários fazem, e não sobre como eles são.

Por exemplo, um comentário como “Receba todos os clientes com uma saudação amigável” é muito mais palatável do que “Você realmente precisa ser mais educado ao cumprimentar os clientes”.

Equilibre elementos bons e ruins

O objetivo de dar feedback aos funcionários deve ser sempre ajudá-los a melhorar. Então, se possível, sempre comece e termine com algo positivo: também conhecido como “sanduíche de feedback”. Equilibrar críticas construtivas com pontos positivos significa que a pessoa sairá se sentindo encorajada em vez de criticada.

Especifique

Comentários genéricos não ajudam muito os funcionários. Dar feedbacks específicos mostra que você refletiu sobre o trabalho do funcionário em detalhes. Se você está falando a alguém sobre o que gostou no trabalho dela ou, igualmente, o que você não gostou tanto, explique o porquê.

Defina metas realistas

O feedback ajuda seus funcionários a se desenvolverem profissionalmente e a trabalharem em prol dos objetivos da empresa. As metas precisam desafiar as pessoas, mas também é importante que sejam realistas. Dê aos funcionários tempo suficiente para se ajustarem aos novos desafios, para que isso não cause estresse indevido. Você não pode esperar que alguém mude da noite para o dia.

Ofereça apoio

Se os funcionários estiverem se sentindo sobrecarregados com o feedback, faça com que sintam que têm o seu apoio. Nem todo mundo lida bem com críticas, portanto, esteja ciente do fato de que algumas pessoas precisam de mais incentivo do que outras. Esteja aberto a opiniões sobre a situação e disposto a ouvi-las.

Como lidar com o excesso de feedbacks

Como lidar com o excesso de feedbacks

Você é um funcionário que sofre com a sobrecarga de feedbacks? Confira algumas dicas para ajudar a lidar com isso.

Reflita bem

Quando somos julgados ou criticados, muitas vezes temos a tendência de exagerar, acreditando que não somos bons o suficiente ou que estamos prestes a ser demitidos. Mas é importante ouvir e tentar pensar no feedback como algo útil, em vez de uma crítica.

Peça informações específicas

É importante entender o feedback como um todo. Por isso, faça perguntas para esclarecer o que foi dito, especialmente se o feedback for vago. Pode ser útil perguntar como você poderia ter feito as coisas de maneira diferente.

Defina metas claras

Peça ao seu gerente que defina metas claras nas quais você possa trabalhar. Por exemplo, como melhorar suas habilidades de gerenciamento de tempo ou assumir mais a liderança de projetos.

Expresse os sentimentos

O feedback deve ser uma conversa de mão dupla. Se você está recebendo feedback, vale a pena dizer ao gerente como você está se sentindo. Geralmente, baixar a guarda pode melhorar os relacionamentos. Isso também ajuda o gerente a ter uma conversa honesta e sincera.

Não existe uma regra rígida sobre a frequência com que você deve fornecer feedback. É importante dedicar um tempo para conquistar a confiança da equipe para que você descubra o que funciona melhor com cada indivíduo. Por fim, ter um diálogo aberto com os funcionários pode gerar um ambiente de trabalho mais produtivo e positivo.

Continue lendo:

Vamos manter contato?

Receba as últimas novidades e insights da linha de frente do trabalho.

Ao enviar este formulário, você concorda em receber comunicações eletrônicas do Facebook relacionadas a marketing, incluindo notícias, eventos, atualizações e emails promocionais. Você poderá revogar a sua permissão e cancelar a assinatura desses emails a qualquer momento. Você também afirma que leu e concorda com os Termos de Privacidade do Workplace.

Tópicos relacionados

Engajamento do funcionário: o que é e por que ele é tão vital para os seus funcionários e a sua empresa.

Saiba mais
Was this article helpful?
Thanks for your feedback

Tópicos relacionados

Engajamento do funcionário: o que é e por que ele é tão vital para os seus funcionários e a sua empresa.

Saiba mais

Publicações recentes

Engajamento do funcionário | Leitura de 8 minutos

Perguntas da pesquisa de satisfação dos funcionários: o que perguntar e por quê.

Como criar uma experiência excepcional para o funcionário se for capaz de mensurá-la? Saiba como usar as pesquisas de satisfação dos funcionários para promover mudanças significativas.

Engajamento do funcionário | Leitura de 6 minutos

Voz do funcionário: como ouvir ajudará você a criar cultura e vencer a guerra por talentos.

As organizações estão procurando maneiras de engajar e reter os melhores funcionários diante da Grande Renúncia. Saiba por que ouvir pode ser o segredo para o sucesso.